05/01/18 Já ouviu falar da Síndrome Text Neck?

Especialista revela a ligação entre dores cervicais e seu smartphone

Conhecido como “Síndrome cabeça de texto”, o transtorno surgiu a partir de 2007, com a entrada dos smartphones e tablets no mercado. Trata-se de dor na região cervical, podendo irradiar para ombros e todo o braço, mãos e cabeça, causada pelo uso excessivo e mal uso dos smartphones e demais equipamentos eletrônicos.
Os brasileiros - segundo as últimas pesquisas -, acessam as redes sociais em uma média de 3 horas e meia por dia, normalmente com a cabeça muito inclinada para frente, posição extremamente desfavorável para a saúde da coluna cervical. Com a cabeça fletida para frente, a cabeça pesa em torno de 4 e 6 kg, podendo chegar a pesar 27 kg, se sustentada pela musculatura do nosso pescoço. Essa posição, por longo tempo e ao longo dos dias, semanas e meses, pode causar a tal Síndrome Text Neck, com seus tão desagradáveis sintomas.
Segundo a fisioterapeuta Ana Gil, clientes cada vez mais jovens procuram o consultório com o relado de dores na coluna e disfunções relacionados ao uso excessivo dos celulares. A orientação é que reduzam o tempo de utilização dos tablets e smartphones e quando forem utilizar, busquem apoiar os braços e deixem a cabeça o mais para frente possível.
"A região mais flexível da coluna é a cervical que consiste de 7 vértebras, discos intervertebrais entre elas que são responsáveis por absorver o impacto, músculos e ligamentos que ajudam a manter a coluna no lugar. É preciso ficar atento à postura ao utilizar esses equipamentos que cada vez fazem mais parte de nossas vidas. E, principalmente, ficar de olho nas crianças, evitando problemas posturais futuros e mais graves”, orienta a profissional.
 


Assine nossa Newsletter























Parabéns Absoluta!!! A revista Absoluta veio há 18 anos, e veio para ficar. Suas matérias são especialíssimas e acrescentam sempre algo a mais em nossa vida.
A cada mês, uma surpresa e uma surpresa melhor. Gosto, em particular de ver as fotos do arquivo do saudoso amigo Jamil Abrahão, que nos fazem lembrar a fase áurea de nossa sociedade.
Minhas queridas Betty, Isabelle e Gabriella herdaram os dons preciosos da grande dama de nossa sociedade, a amada Esmeralda, mãe e avó delas, pertencente à tradicional família Abrahão Aburad, para levar a frente esta magnifica ‘ABSOLUTA’”.
José Herculano Vicente

 

Conheço a seriedade e a capacidade laborativo-cultural da Betty, as quais redundam nessa excelente Revista que é a Absoluta. Parabéns, continuem sempre assim!
Dijalma Lacerda

Nome


E-MAIL
Mensagem