11/03/19 Mostra Sustentável

Evento revitalizará Fundação Síndrome de Down em Campinas

A edição 2019 da Mostra Sustentável de Campinas será lançada no próximo dia 21 de março aos profissionais de Arquitetura, Paisagismo, Design de Interiores e Engenharia e para as empresas que desenvolvem projetos de revitalização de imóveis. O lançamento acontece a partir das 9h na sede da Fundação Síndrome de Down, em Barão Geraldo, local que abrigará esta que é a terceira edição da Mostra.
Esta é uma oportunidade para as empresas que queiram associar suas marcas a um evento sustentável. “Todas as empresas são bem-vindas, desde que compartilhem e pratiquem os valores preconizados no evento”, informa Fernando Caparica, diretor do evento. 
Os profissionais participantes terão cerca de cinco meses para desenvolver e implantar seus projetos. A exposição será aberta ao público no período entre 4 de setembro e 13 de outubro, sempre de quarta a domingo e o tema deste ano é Vila 21: uma vizinhança preparada para o Século XXI, no qual inexistam barreiras sociais que limitem as experiências de vida das pessoas com deficiência intelectual e se permita que elas vivam em condição de igualdade. O nome faz alusão à variação genética responsável pela síndrome de Down – a trissomia do cromossomo de número 21.

Vila 21
A Vila 21 terá dois núcleos residenciais, um núcleo comercial e diversas praças, totalizando mais de 40 ambientes instalados numa área superior a 3.500 m², além da biblioteca infantil, ambientes residenciais como halls, salas, quartos, espaços infantis, piscina, áreas de lazer, cozinha e banheiros; ambientes comerciais como bistrô, galeria de exposição, academia, recepção, banheiros, sala de reunião, consultórios e escritório; bem como áreas externas como playground, teatro de arena, quiosque, praças e jardins.
De acordo com o diretor da Mostra, Fernando Caparica, as obras devem privilegiar o conceito do design regenerativo, o qual preconiza que uma edificação, mais do que ecologicamente correta, precisa relacionar-se com a comunidade. Neste contexto, além de reformar o prédio da Fundação Síndrome de Down, a organização também prevê revitalizar a Praça Pedro Cané, com a construção de uma biblioteca infantil que será utilizada como portal de entrada para a Mostra. Após encerrado o período de visitação, a biblioteca será doada para a Prefeitura Municipal de Campinas.
Já o prédio, revitalizado, será restituído à FSD – apenas sem os objetos decorativos -, para que a entidade possa utilizar as instalações recuperadas da maneira que julgar mais conveniente. A expectativa de investimento varia entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões.

A cerimônia de entrega do imóvel em definitivo está prevista para 30 de outubro, quando também acontecerá a premiação dos expositores e o agradecimento oficial aos parceiros. “Precisamos garantir que o legado deixado por todos os profissionais e empresas envolvidos na Mostra traga benefícios sociais à comunidade e que seja cuidado por ela com carinho depois do evento”, comenta o diretor.


Assine nossa Newsletter
























Nada mais do que parabenizar esta revista desde Madrid! 
Elisabet Zaccagnini

Parabéns ABSOLUTA! "Há flores belíssimas e perfumadas que só duram poucas horas. No entanto, as pedras duram milênios realizando as suas tarefas". Meus votos são para que ABSOLUTA dure milênios, realizando suas tarefas que são muitas e valiosas para os CAMPINEIROS. SUCESSO SEMPRE.
Celina Duarte Martinho