19/05/19 Esqueça o cotonete

Limpeza errada pode causar otite canina

A higiene do ouvido dos cães requer atenção a fim de evitar uma série de doenças relacionadas à saúde auricular dos pets. Entre as complicações mais comuns está a otite canina, que nada mais é do que uma inflamação do conduto auditivo, que causa incômodos e dores. Ela pode ocorrer na região externa, interna, no meio do canal auditivo ou até mesmo em apenas uma orelha. “Se o tutor observar vermelhidão, excesso de cera, odor forte ou mudança no comportamento do pet, como balançar muito a cabeça ou coçar as orelhas repetidamente, deve saber que esses são sinais para levá-lo no veterinário”, recomenda o veterinário Ricardo Cabral.
O acúmulo de sujeira facilita o desenvolvimento de inflamações e infecções por fungos e bactérias, que causam a otite canina, e por isso a limpeza auricular é de extrema importância. “O grande problema é que muitos tutores acreditam que a melhor forma de limpar os ouvidos dos cães é utilizando cotonetes e pinças, e isso pode não só machucar as orelhas, como também empurrar a cera ainda mais para dentro do ouvido, agravando os riscos de inflamações auriculares”, alerta Cabral.

Como fazer a limpeza de forma correta?
“Assim como a higiene bucal, a higiene auricular deve ser incluída na rotina semanal do pet, sendo que o dono deve utilizar apenas produtos para retirar cera, chamados ceruminolíticos. No mercado, o tutor encontra opções para uso rotineiro, indicado para a limpeza regular e neutralização de maus odores das orelhas dos cães”, explica Cabral.

Para a aplicação do produto, Cabral indica seguir os seguintes passos:
- Coloque o cachorro deitado no colo de forma que seja possível visualizar o conduto auditivo;
- Aplique a quantidade suficiente do produto no conduto auditivo, seguindo a orientação do fabricante;
- Massageie a base da orelha para que o produto possa entrar com mais facilidade;
- Limpe o pavilhão auricular com algodão umedecido com o próprio produto.

“O produto ceruminolítico dissolve a cera e conforme o animal balança a cabeça, o excesso de conteúdo e sujeira naturalmente são expulsos, dispensando a necessidade do uso de cotonetes ou outros objetos”. Essa limpeza pode ser realizada 1 vez por semana ou a cada 10 dias.

Outro ponto de atenção para manter a saúde auricular do pet é proteger muito bem os ouvidos dele na hora do banho para evitar a entrada de água. “Isso porque a umidade facilita a proliferação de fungos e bactérias. ´Portanto, deve-se colocar sempre protetores ou um chumaço de algodão em cada orelha, além de secar muito bem a região após o banho”, indica Cabral.


 


Assine nossa Newsletter





























Importante veículo de comunicação. Parabéns a toda equipe!  
Helder Samara 

Eu acompanho a Revista Absoluta desde o seu nascimento, sua infância e sua adolescência. Ao vê-la hoje, em plena mocidade, posso afirmar, sem medo, que ela sabe como construir a sua própria história. História de prestígio, credibilidade, entusiasmo e conquista de amizades. Absoluta cresceu. Crescer é superar obstáculos: sejam eles de alegrias e dores, derrotas e vitórias, lutas e sacrifícios, conflitos e incertezas. Absoluta anda por novos caminhos. Andar é... enfrentar o desconhecido, deixar marcas na sua passagem, se firmar com estilo e personalidade. Absoluta nasceu para ser mensageira: distribuir boas novas, dar boas dicas, documentar acontecimentos marcantes do nosso tempo, destacar os profissionais que se dedicam ao progresso das ciências e das relações humanas. A revista não abre mão da beleza interior de cada pessoa que ela focaliza. Acompanhei o seu trajeto e as suas mudanças pelas ruas e avenidas da nossa cidade. Visitei cada morada do seu destino e tomei o cafezinho gostoso com a sua equipe acolhedora, que cresceu unida, vestindo a camisa da sua marca, com a mais absoluta coragem e fidelidade. Vi revistas nascerem e acabarem enquanto a Absoluta caminhava heráldica, saltitando por entre as pedras do caminho. Recebi a honra de ser capa da "Absoluta gente" no lançamento das suas primeiras edições. Tive os meus textos, poemas e as minhas viagens registradas nas suas páginas. Sempre me senti valorizada por ela, enquanto pessoa, prestigiada enquanto artista, e sou grata pelo destaque que a revista Absoluta deu à minha trajetória existencial. Participei de enquetes da revista, ilustrações de textos, me vi entre amigos, tantas vezes, em fotos publicadas nas suas páginas sociais. Costumo chamar Betty Abrahão de Fênix... a ave da mitologia grega que, mesmo quando considerada morta, renasce das cinzas e alça vôo, pro alto, em busca das nuvens. Considero Isabelle o porto seguro desta obra que se eterniza na história de Campinas. Betty e Isabelle são "almas- irmãs" na vida e na parceria do seu trabalho. O sucesso da Revista Absoluta tem a sua origem na cumplicidade de um sonho que se desabrocha e se estende além dos limites da nossa cidade. Podemos comemorar as 100 edições em família, com a certeza de que fazemos parte desta história. Usarei as palavras de Rubem Alves [o escritor sempre destacado e valorizado por esta revista], para sintetizar a minha homenagem a toda a Equipe Absoluta: "O fato é que todos aqueles que ainda têm a ousadia de falar e escrever, acreditam, ainda que forma tênue, que o seu falar faz uma diferença... e desta crença depende o seu sono e o seu acordar..." Parabéns pela centésima edição!!!! Siga Absoluta!!!! Siga fazendo novos caminhos, ao andar...!!! Beijos
Anna Maria Badaró