24/09/18 Passeio com cães

7 dicas para tornar a atividade mais agradável

Você vai passear com o cachorro e começa a ser arrastado pelo pet no meio da rua? Se dar uma volta com o seu amigo peludo deixou de ser uma atividade agradável para um de vocês, está na hora de repensar esses passeios.
Saiba que a principal dificuldade nos passeios com cães são mesmo os puxões. Porém, há casos de animais que detestam ir às ruas e “empacam” no caminho e, ainda, há o risco de se deparar com alguns perigos durante o passeio.
Mesmo assim, o hábito de passear com o animal de estimação é essencial para que o pet gaste energia, socialize e não desenvolva comportamentos ansiosos e/ou destrutivos dentro de casa. 
Para que a tarefa se torne mais tranquila, é preciso investir no adestramento, adotando pequenas mudanças que, em pouco tempo, vão colaborar para a atividade.

Veja como você pode contornar esta situação:

Mantenha o cachorro calmo desde o início
Para ensinar o seu pet a controlar a ansiedade antes do passeio, é preciso que você mude o seu comportamento! Por isso, acabe desde já com frases como “Vamos passear, quem vai passear”, evitando atiçá-lo.
Pegue a coleira e a guia e só a coloque no pet quando ele tiver se acalmado. Se ele ficar muito agitado, sente e aja como se o plano fosse ficar em casa. Quando ele estiver tranquilo e não estiver esperando, coloque a coleira e saia para passear.
Isso o fará entender que estar tranquilo é a condição para que vocês possam sair de casa e, aos poucos, essa agitação inicial deixará de existir.

Seja o condutor do passeio
Na hora de sair de casa, o tutor deve ser o primeiro a colocar os pés para fora. Assim, o pet vai entender que quem conduzirá o passeio não é ele, afirma a veterinária Lívia Romeiro.
Para fazer isso, você pode utilizar um petisco e o comando “senta” antes de abrir a porta. Saia na frente e, se o pet permanecer no local, entregue a ele o agrado.
Na rua, pause a caminhada caso o cachorro comece a andar na frente ou a puxar a coleira. Espere, novamente, que o animal se acalme, para continuar o passeio. Outra tática é mudar para a direção oposta toda vez que o cão não se comportar como esperado.

Seja dinâmico
Para estimular o seu pet, procure fazer uma pausa do passeio para realizar outras atividades. Os animais adoram e precisam dessa imprevisibilidade para combater o tédio.
Você pode, por exemplo, parar para brincar com o animal ou fazer com que ele interaja com outros cachorros durante o passeio. Se houver um parque por perto ou um estabelecimento pet friendly, aproveite.
Além disso, durante o passeio, converse com o seu cachorro. Isso ajudará os animais inseguros a se sentirem à vontade na rua e fará com que os pets que já estão acostumados com o passeio gostem ainda mais de dividir esse momento com você.

Incentive os instintos

Alguns comportamentos instintivos dos animais não são convenientes dentro de casa – como a marcação de território e os latidos. Na rua, isso muda.
Deixe que o animal aja de acordo com sua natureza. Ele vai adorar explorar o ambiente, procure cheiros novos, fazer xixi nos postes, brincar com outros cachorros, latir e pedir carinho para desconhecidos.
Tome alguns cuidados para que o passeio seja perfeito. Leve sacos para recolher as fezes do animal e, se o seu cão for agressivo, use uma focinheira e evite que ele chegue perto de outros animais ou pessoas.

Desenvolva uma rotina
Ter horários determinados para passear com cachorro deixará a rotina do pet muito mais simples, pois ele saberá o que esperar.
O ideal é que os cachorros saiam para passear três vezes ao dia por pelo menos trinta minutos. Nem sempre é possível seguir essa orientação, portanto, tente encaixar um passeio mais longo ou dois passeios breves à rotina. Nos dias em que você tiver mais tempo, procure sair com o pet.
Lembre-se de evitar horários com temperaturas extremas, pois o asfalto quente pode machucar as patinhas dos cães. Já nos dias de chuva, providencie a secagem do pet após retornar do passeio.

Escolha a coleira e a guia certas
Acertar na coleira e na guia é fundamental para passeios tranquilos.
Considere o porte do animal para escolher a melhor, e confira se ele está confortável. Coleiras muito apertadas podem enforcar o pet, causando lesões internas e externas.
Se você costuma passear com cachorro em lugares muito cheios, evite usar guias muito longas. Assim, caso o seu cachorro fique agressivo, será mais fácil controlá-lo. O ideal é sempre usar uma guia curta para que o pet fique próximo ao tutor.

Cuidado com pulgas e carrapatos
É comum que os cachorro sejam infestados por pulgas e carrapatos durante os passeios, pois é quando eles entram em contato com grama, árvores e outros animais.
Para evitar, esteja em dia com o controle desses parasitas. Coleiras antipulgas, comprimidos orais, loções e shampoos especiais são essenciais para a prevenção.
Os cuidados devem ser redobrados durante o verão, quando os parasitas se reproduzem com mais rapidez.


Assine nossa Newsletter



























Somos parceiros da revista Absoluta desde as primeiras edições. Ao longo dos anos, a revista Absoluta conquistou seu espaço e se mantém fiel ao seu objetivo de valorizar a região de Campinas e as pessoas que fazem essa região ser o que é. Parabéns Betty e Isabelle pela qualidade da revista e pelos 18 anos de muitas batalhas e vitórias.
Antonio Dias, diretor executivo do Royal Palm Resort

É com muita admiração e orgulho que expresso a minha sincera opinião pelo trabalho de GIGANTE que a REVISTA desempenha através de suas pautas, buscando sempre nos informar e, sobretudo, ENSINAR abordando assuntos nas mais variadas áreas, políticas, sociais, médicas e empresariais buscando sempre a VERDADE e a autenticidade com muita elegância e firmeza.
Posso imaginar o grande empenho na busca pelas informações em tantas áreas diversas, e isso EM TODOS ESSES ANOS, ATÉ O NÚMERO 100.
REALMENTE só uma equipe fabulosa como essa da REVISTA ABSOLUTA com sua presidente, a querida BETTY ABRAHÃO, amiga de tantos anos, superando com muita GRANDEZA momentos difíceis e nos dando tantos ensinamentos com sua inteligência, sabedoria e bondade. Uma ABSOLUTA COMPLETA e VERDADEIRA, e me sinto honrada por ter o privilégio de expressar a minha admiração pelo trabalho e sucesso da revista. ESPERO que esse número 100 possa se multiplicar muitas e muitas vezes. Infinitamente!
Renata Strazzacappa Barone