Absoluta

24/10/19 Profissional versátil

Anderson Di Rizzi atua na televisão, teatro e ainda empreende em Campinas

Vivendo um excelente momento em sua carreira, Anderson Rizzi tem se mostrado um profissional versátil, com atuações de destaque na TV -  atualmente atua na novela “A Dona do Pedaço” como “Marcio”, diretor da fábrica de bolos de Maria da Paz -; no teatro e cinema, no qual atuou, recentemente, na peça dramática ‘’Um Beijo em Franz Kafka’’, que rendeu ao artista a indicação ao Prêmio Cenym de Melhor Ator Coadjuvante, e no longa ‘’O segundo homem’’, onde gravou cenas em Paris e deve ter sua estreia como protagonista no ano que vem.
Mas não é só na atuação que Anderson vem se destacando, multifacetado o ator tem seu lado empreendedor e é dono de um salão de beleza em Campinas, o Espaço Di Rizzi.
Se dividindo entre a profissão de ator e empresário, sempre que possível Anderson vem à cidade para cuidar mais de perto e acaba fazendo de tudo um pouco: lava o cabelo das clientes, faz café, cuida da administração e se reúne com sua mãe, que administra o salão para pensar em ações que promovam o bem-estar dos clientes.
Com quase 20 anos de carreira, na televisão Anderson atuou em diversos projetos, como o “Sargento Xavier”, na novela “Morde & Assopra”, também o remake de “Gabriela”, onde viveu o “Professor Josué”. Por sua interpretação no papel de um “Palhaço” em “Amor à Vida”, ele foi prestigiado com o prêmio de Ator Revelação no Melhores do Ano.

--

 


Assine nossa Newsletter



























Isabelle, boa tarde. Desejo expressar meu profundo agradecimento pela matéria que fizeram comigo. Você e sua equipe demonstraram muita sensibilidade, respeito e responsabilidade ao passar para o público as informações que tinham. A repercussão está incrível, e tenho certeza que servirá de alento a tantos outros que estejam passando por uma situação como a minha. Muito sucesso, abraço especial para a Betty e grande beijo
Dra.Sílvia Bellucci

Eu acompanho a Revista Absoluta desde o seu nascimento, sua infância e sua adolescência. Ao vê-la hoje, em plena mocidade, posso afirmar, sem medo, que ela sabe como construir a sua própria história. História de prestígio, credibilidade, entusiasmo e conquista de amizades. Absoluta cresceu. Crescer é superar obstáculos: sejam eles de alegrias e dores, derrotas e vitórias, lutas e sacrifícios, conflitos e incertezas. Absoluta anda por novos caminhos. Andar é... enfrentar o desconhecido, deixar marcas na sua passagem, se firmar com estilo e personalidade. Absoluta nasceu para ser mensageira: distribuir boas novas, dar boas dicas, documentar acontecimentos marcantes do nosso tempo, destacar os profissionais que se dedicam ao progresso das ciências e das relações humanas. A revista não abre mão da beleza interior de cada pessoa que ela focaliza. Acompanhei o seu trajeto e as suas mudanças pelas ruas e avenidas da nossa cidade. Visitei cada morada do seu destino e tomei o cafezinho gostoso com a sua equipe acolhedora, que cresceu unida, vestindo a camisa da sua marca, com a mais absoluta coragem e fidelidade. Vi revistas nascerem e acabarem enquanto a Absoluta caminhava heráldica, saltitando por entre as pedras do caminho. Recebi a honra de ser capa da "Absoluta gente" no lançamento das suas primeiras edições. Tive os meus textos, poemas e as minhas viagens registradas nas suas páginas. Sempre me senti valorizada por ela, enquanto pessoa, prestigiada enquanto artista, e sou grata pelo destaque que a revista Absoluta deu à minha trajetória existencial. Participei de enquetes da revista, ilustrações de textos, me vi entre amigos, tantas vezes, em fotos publicadas nas suas páginas sociais. Costumo chamar Betty Abrahão de Fênix... a ave da mitologia grega que, mesmo quando considerada morta, renasce das cinzas e alça vôo, pro alto, em busca das nuvens. Considero Isabelle o porto seguro desta obra que se eterniza na história de Campinas. Betty e Isabelle são "almas- irmãs" na vida e na parceria do seu trabalho. O sucesso da Revista Absoluta tem a sua origem na cumplicidade de um sonho que se desabrocha e se estende além dos limites da nossa cidade. Podemos comemorar as 100 edições em família, com a certeza de que fazemos parte desta história. Usarei as palavras de Rubem Alves [o escritor sempre destacado e valorizado por esta revista], para sintetizar a minha homenagem a toda a Equipe Absoluta: "O fato é que todos aqueles que ainda têm a ousadia de falar e escrever, acreditam, ainda que forma tênue, que o seu falar faz uma diferença... e desta crença depende o seu sono e o seu acordar..." Parabéns pela centésima edição!!!! Siga Absoluta!!!! Siga fazendo novos caminhos, ao andar...!!! Beijos
Anna Maria Badaró