16/10/17 Espaço da leitura

Dicas e inspirações para quem deseja uma biblioteca em casa

Ter uma biblioteca em casa, com todos os livros organizados e visíveis, é o sonho de consumo de todos os amantes de literatura, principalmente aqueles que ainda são adeptos das versões impressas. A ideia é ótima não apenas para a conservação e organização das obras, mas também para a decoração da casa. Dependendo dos móveis e da disposição escolhida, o ambiente ganha um ar vintage, moderno e até mesmo muito criativo. Basta usar a imaginação e pensar no equilíbrio entre o visual e a praticidade. A seguir, algumas dicas importantes na hora de montar uma biblioteca caseira:

Escolha um ambiente confortável e aconchegante
Um espaço dedicado aos livros é sinônimo de introspecção e relaxamento, portanto, é muito importante optar por um local livre de ruídos e que possa acomodar almofadas e poltronas macias. Quanto às cores, a dica são os tons mais cleans, pois a reunião das obras deixa o lugar mais escuro.

Planeje a organização
Ordem alfabética por nome, cores, gêneros, favoritos ou escritores. Estas são algumas opções de critérios para agrupar os títulos e facilitar na hora de encontrá-los. Também é importante colocá-los sempre na vertical e tomar cuidado na hora de encaixá-los na prateleira, para não amassar nenhuma página ou capa.

Evite o mofo e a sujeira 
Livros mal organizados podem ser foco de fungos, que, a longo prazo, destroem as obras. Isso sem falar no perigo que estes microorganismos oferecem para a saúde. Dessa forma, deve-se observar para que o nível de umidade do espaço, temperatura e iluminação estejam sempre adequados. Quanto à limpeza, uma flanela seca para tirar o pó já basta.

Invista no design
Para compor a decoração da casa, móveis com formatos diferentes fazem toda a diferença. Prateleiras modernas e poltronas diferenciadas são bons exemplos para inovar e criar um espaço moderno e cheio de personalidade. Por outro lado, para uma sala mais tradicional, vale investir em estantes desbotadas, com ares vintage. 

Na nossa galeria, selecionamos algumas ideias de bibliotecas para você se inspirar. 



Assine nossa Newsletter



























Para conhecer a revista ‘Absoluta’, é preciso conhecer a Betty Abrahão. Conhecer Betty Abrahão, é conhecer Campinas nas suas artes, cultura, eventos, rodas sociais, história da cidade e daqueles que escreveram e escrevem essa história.
Betty Abrahão está sempre presente. Faz acontecer! Ela programa, propaga e promove a integração daqueles que daqui são e dos que de fora vieram. O DNA de Betty Abrahão vem marcado com o de seu tio Jamil Abrahão, mas como dizia um dos meus brilhantes professores da PUC em minha Faculdade de Direito: ‘a gente reconhece que o professor é bom, quando o aluno supera o mestre’. Certamente Jamil Abrahão sente-se feliz ao ver onde ela e a revista ‘Absoluta’ chegaram.
Além de se somar a isso, seu jeito faceiro, seu sorriso presente, a elegância irretocável e autenticidade que levam sua marca, por onde passa. Ah! E a revista?
Muito bonita, bem formatada, artigos interessantes, além de todas as entrevistas que desvendam, com curiosidades, um pouquinho da história daqueles que têm o privilégio de estar em suas páginas. Leitura leve, para qualquer ocasião. Não precisa ser ‘usada com moderação’.
Parabéns ‘Absoluta’, parabéns Betty Abrahão, parabéns Campinas e parabéns, com absoluta convicção, de que a ‘Absoluta’ é um presente. Com carinho.
Célia Leão, deputada estadual

Acompanho a Revista Absoluta há bastante tempo e sempre me surpreendi com a qualidade e conteúdo. As matérias são ótimas, interessantes e realmente prendem a atenção. Adorei a história inspiradora da Vera Raposo do Amaral, na última edição da revista. Parabéns pela revista e muito sucesso!
Natalia Molon   

Mensagem