15/12/17 Vilão da pele

Tomar sol em excesso pode desencadear diversos problemas

Há muito se fala sobre a importância do colágeno que, após os 25 anos, tem a produção diminuída pelo organismo. Além da perda natural, diversos fatores contribuem para acelerar esse processo, como o tabagismo, estresse, ingestão de álcool, consumo excessivo de açúcar, poluição, baixos níveis hormonais e, principalmente, a exposição aos raios solares.
Segundo a dermatologista Cláudia Peres, “o sol é um dos grandes vilões do colágeno da pele. A maioria da população desconhece este fator, mas a radiação UV provoca a produção de radicais livres, que, em excesso, leva ao stress oxidativo e alterações irreversíveis na conformação celular. Neste processo, as fibras de colágeno são quebradas, gerando a flacidez da pele, não só do rosto, mas do corpo todo”, alerta.
Na esperança de repor a proteína perdida, muitos brasileiros estão aderindo ao consumo do colágeno hidrolisado. Porém, os estudos clínicos desenvolvidos até o momento não são considerados conclusivos para determinar sua eficácia na dermatologia. "Quando esse colágeno hidrolisado entra no organismo, é transformado em aminoácidos. Até o momento, não é possível afirmar se esses aminoácidos serão totalmente absorvidos e aproveitados para a produção de colágeno”, explica.
Em contrapartida, diversos tratamentos estéticos vêm apresentando excelentes resultados e são indicados para estimular a produção de colágeno pelo organismo, desde os peelings de ácido retinóico até o ultrassom micro e macrofocado. “Além disso, existem os preenchedores à base de ácido hialurônico e os bioestimuladores à base de hidroxiapatita de cálcio e ácido polilático, geralmente aplicados no corpo, com ótimos resultados no combate à flacidez”, destaca Cláudia.

Prevenção para o verão
Os fotoprotetores solares são os maiores aliados de quem deseja uma pele saudável e firme. O ideal é combinar protetor solar com chapéus, óculos escuros e roupas com proteção UV. Existem também algumas substâncias que podem ser ingeridas para potencializar o efeito desses filtros solares. “Mais do que uma pele bonita, o ideal é mantê-la saudável, minimizando o risco de patologias graves, como queimaduras ou câncer de pele. Em caso de dúvidas, a melhor opção é consultar um médico para avaliar o caso e indicar o tempo de uso dos produtos mais adequados”, conclui a dermatologista.
 


Assine nossa Newsletter























Gostei muito da edição! Parabéns à toda a equipe.
Angela Corrêa da Silva
 
 

Ficou um show esta edição da revista, parabens para toda equipe Absoluta. Beijos, 
João Paulo Kanawaty, Vert Eventos

Nome


E-MAIL
Mensagem