26/10/17 Proteção da pele

Danos causados pela radiação sem proteção

Com a chegada dos dias mais quentes, os cuidados com a pele aumentam e o protetor solar é item obrigatório – tanto o de rosto quanto o de corpo. No entanto, com tantas opções no mercado, fica difícil escolher o produto ideal. De acordo com a fisioterapeuta dermato-funcional Thaís Carvalho, escolher corretamente o protetor solar é fundamental para evitar possíveis irritações, coceiras e vermelhidão na pele. “Antes de comprar o protetor deve-se levar em consideração diversos fatores importantes, como tipo e cor da cútis, sensibilidade, presença de manchas e sardas e a quantidade de tempo que a pessoa fica exposta ao sol”, comenta.
Por ser muito sensível, pessoas com a pele muito clara devem evitar longos períodos de exposição ao sol para evitar vermelhidão, manchas e queimaduras. O FPS mínimo de proteção solar é 30. Já para a pele morena são indicados os protetores com fator entre 20 e 30 para a prevenção contra às manchas e melasmas. Por ser uma pele pigmentada, as negras já possuem proteção natural. No entanto, é necessário utilizar filtros solares com FPS entre 15 e 20 para evitar manchas esbranquiçadas.
Além do fator de proteção, é necessário atentar-se a textura indicada para cada tipo de pele. “Pessoas com pele oleosa devem optar por protetores leves para controlar a oleosidade da pele, neste caso, é indicado o uso de produtos em gel, oil-free ou gel-creme. Na pele normal a oleosidade é controlada e não apresenta ressecamento, por isso, o tipo de protetor solar indicado para ela é em creme, loção ou sérum. Já para as peles secas o melhor protetor é a base de creme”, finaliza Thaís. 
 


Assine nossa Newsletter

























Em cinco anos de parceria, a Revista Absoluta tem sido uma vitrine para a nossa marca, nos representando com muita classe e bom gosto junto ao nosso público-alvo. É um prazer trabalhar com a revista. Parabéns por mais essa conquista!
Teresinha Senatore

 

Parabéns à equipe da revista Absoluta por promover a reflexão, a crítica e o debate através da difusão de informações, fatos e eventos que transformaram nossa História nos últimos 18 anos. Afinal uma nação é fruto do legado de suas lembranças que guiam a construção do que está por vir.
Leôncio Queiroz Neto, médico oftalmologista e presidente do Instituto Penido Burnier

Mensagem